Planejamento

PARTICIPAÇÃO

Audiências sobre lei orçamentária estarão disponíveis dia 22, quarta-feira

Apresentações são referentes ao orçamento de 2022

Publicado em: 08/09/2021 por Ariel Rocha

Secretaria de Planejamento, Fazenda e Gestão Orçamentária

Audiências sobre lei orçamentária estarão disponíveis dia 22, quarta-feira

As audiências serão produzidas pela Secretaria de Planejamento, Fazenda e Gestão Orçamentária e estarão disponíveis para a participação do público. (Foto: Assessoria)

As Audiências Públicas Eletrônicas da Lei Orçamentária Anual (LOA), referente a 2022, estarão disponíveis na próxima quarta, 22 de setembro. A apresentação será dividida por funções, em cinco audiências diferentes. Elas compõem as áreas da Saúde, Educação, Assistência Social, Urbanismo e o Orçamento Consolidado. 

Produzidas pela Secretaria de Planejamento, Fazenda e Gestão Orçamentária (Sefazgo), responsável pela receita municipal, os vídeos das audiências serão disponibilizados a partir das 9h, no site da Prefeitura de Imperatriz. Para participar, os cidadãos devem assistir todos os vídeos disponibilizados, depois, enviar colaboração, com dúvidas ou sugestões, através do módulo do Orçamento Participativo,aqui.

Para enviar suas demandas, o internauta deve entrar na área “Participar”. Nessa parte, precisa informar dados como nome completo, CPF, e-mail para contato e elaborar os pontos sobre as seguintes questões: "Qual o problema deve ser resolvido pela Prefeitura?", "Quais são as possíveis causas desse problema?" e "Quais as possíveis soluções para o problema?".

Ao se identificar, o cidadão colabora para que a Prefeitura encaminhe um retorno a respeito da contribuição enviada, além de possibilitar que seja lavrada a ata da audiência pública eletrônica. A audiência é a maneira que a Lei de Responsabilidade Fiscal garante transparência e fomenta a participação popular nos processos orçamentários.

“A audiência pública é o meio pelo qual o cidadão pode contribuir para o crescimento do seu município. É simples e fácil, o cidadão deve se atentar à sua responsabilidade como munícipe. Lembrando que a administração municipal não é via de mão única”, reforça a secretária adjunta de Planejamento da Sefazgo, Heritany Brasil Reis.

Planejamento