Infraestrutura

Infraestrutura

"Tapa-buraco" fecha centrão de Imperatriz até segunda-feira, 24

Operação já consumiu 1,4 toneladas de asfalto, "num esforço solitário do Tesouro Municipal", diz o prefeito

Publicado em: 18/04/2017 por William Castro

Secretaria de Infraestrutura

Todas as ruas e avenidas de Imperatriz que vão da Br 010 à Beira-rio, entre João Lisboa e Aquiles Lisboa, estarão livres dos buracos até segunda-feira próxima, 24 de abril. Foi o que informou, hoje, o Secretário da Infraestrutura do município, Francisco de Assis Pinheiro. O trabalho segue dia e noite e agora, com a suspensão das chuvas, com muito mais resultado.

Uma das últimas vias de grande fluxo do Centro que ainda estavam esburacadas, a Santa Teresa, paralela à Avenida Bernardo Sayão, estava sendo trabalhada desde a noite de segunda-feira, 17.

Fora dessa área delimitada pelas ruas Aquiles Lisboa, João Lisboa, BR 010 e Avenida Bernardo Sayão, também já receberam o tapa buraco o prolongamento da Rua Ceará até a Avenida Floriano Peixoto; toda a extensão da própria Floriano Peixoto; toda extensão da Bernardo Sayão; a Godofredo Viana, do seu início, no Bacuri, até o Centro; a Avenida Industrial, a Avenida JK; a Rio Grande do Norte do Centro até a Padre Cícero; alças do viaduto; as marginais da BR 010 até o Cimento Nassau, e o acesso da Estação Rodoviária.

Veja o mapa completo da operação:

Em amarelo, na ilustração, todas as ruas que estarão recuperadas até segunda-feira próxima. No dia seguinte começa a operação nas ruas ainda não recuperadas, entre a João Lisboa e a Bernardo Sayão. (clique para ampliar)

 

O prefeito Assis Ramos observou que a Prefeitura trava uma luta solitária contra a situação criada por um conjunto de fatores desfavoráveis, que são o excesso de chuvas, a má qualidade e a idade do asfalto da cidade. "Já aplicamos 1,4 toneladas de asfalto, com recursos exclusivos do Tesouro Municipal. O Estado se retirou dessa operação na virada do ano, muito embora grande parte desse estrago decorra do estouro das redes da Caema".

Estrago assim, nunca se viu - "Foi a pior fase de toda a história de Imperatriz, em termos de situação do asfalto da cidade"- é o que observa o secretário Francisco de Assis Pinheiro, que mora aqui há 34 anos. Ele observa que o pavimento da cidade estava fragilizado e que, além disso, choveu muito acima da média.

Essa primeira etapa, que se conclui na segunda-feira, 24, deixa recuperados o centrão de Imperatriz e todos os principais corredores. Na terça-feira, 25, começa a operação que vai dos limites da Rua João Lisboa à Avenida Bernardo Sayão, descendo da BR-010 até à Beira-rio.

O prefeito Assis Ramos tem acompanhado pessoalmente a operação. Ontem, por exemplo, logo ao amanhecer, ele percorreu quatro frentes de serviços. De uma delas disparou ordem para que se coloquem mais duas equipes noturnas, dobrando a capacidade de produção, "para que o benefício chegue ao cidadão com o mínimo de transtorno possível"- disse ele.

Infraestrutura

Apaixone-se por Imperatriz